segunda-feira, 25 de maio de 2015

TIM BURTON E JOHNNY DEPP


Hoje pra começar uma série sobre duplas no cinema, iremos a mais clássica e debatida no mundo cinematográfico, Tim Burton e Johnny Depp, amados por uns, odiados por outros, tem que se dizer que esta dupla tem lá seus altos e baixos, no momento, mais baixos do que altos, pois então vamos revisitar 5 filmes que eles trabalharam juntos.



Edward Mãos de Tesoura (1990) 

Com certeza o melhor filme da Dupla, foi o primeiro que começaram esta parceria que dura até hoje, depois de ser descoberto como o mais novo galã de filmes românticos, Johnny Depp pela primeira vez tinha um papel diferente na sua carreira, já que vivia de fazer o clássico garanhão de filmes adolescentes. Tim Burton fez Edward no intervalo de Batman e Batman o retorno, além de ter feito o incrível Os fantasmas se divertem que mostrou ao mundo quem ele era.
Fazendo um pequena analise destes 5 filmes se nota uma semelhança na estrutura de todos eles, a principal é que todos estão falando sobre aparência, não apenas pelo visual extravagante dos personagens, mas sim o conceito de aparência como um todo.
Ed Wood (1994
Levando em conta esta teoria de que os filmes do Tim Burton estão falando sobre aparência, Ed Wood é perfeito para debater isto, um diretor que ama criar historias, tem completa paixão por isso, mas por uma questão de talento, não consegue e ele se finge de algo que ele não é pra conseguir dinheiro, fora o fetiche de se vestir de mulher. Johnny Depp esta excelente no papel, elétrico, alegre, triste, um amante real, sem exageros como dos outros personagens, Ed Wood pode se dizer a melhor animação em live action do Tim Burton, já que tem os personagens caricatos como Bela , mas são criveis.
Noiva Cadáver (2005) 
Após a fantástica fabrica de chocolates da mesma dupla, Burton resolveu jogar sua estética em uma animação em Stop Motion, o que encaixou perfeitamente no contexto que este tipo de animação trás. Uma historia também sobre aparências, feita de uma maneira tão lúdica que passa a mensagem, não importa a idade, Johnny faz o clássico protagonista atrapalhado que evolui conforme o passar da historia.

Sweeney Todd (2007) 

Um remake, Burton novamente coloca todo seu potencial para criação de estranhos universos para o musical de horror, a historia não é nenhuma criação pura, nada que vai mudar a historia dos roteiros, mas não é a formula que importa e sim a forma, pois as musicas dão um novo ar ao velho sentimento de vingança, Depp esta realmente assustador neste filme, frio, porem impulsivo ele difere dos outros personagens que faz no cinema.
Sombras da Noite (2012) 

E é aqui a dupla se torna uma piada, Burton desde o inicio da sua carreira possui uma assinatura bem clara em seus filmes, a criação dos estranhos universos faz parte da sua mitologia, porem sempre existiu um elemento que diferenciava de qualquer outro filme que só se baseia em maquiagem e efeitos visuais, mas Sombras da Noite é só um filme ruim e desinteressante, uma historia clichê, sem personagens relevantes, antagonista sem uma bom objetivo para lutar, o que preocupa, já que esta dupla começou tão bem e agora anda apenas reciclando velhas historias.


segunda-feira, 18 de maio de 2015

FAN FILMS DE HERÓIS


Hoje em dia no cinema esta na moda fazer filmes de heróis, porem a alguns anos atrás, era um mercado completamente obscuro e esquecido, tínhamos Blade, X-men, logo depois veio Homem Aranha, a trilogia Batman do Nolan e agora todo este universo Marvel, como ainda não temos todos os heróis no cinema e algumas vezes eles erram a mão quando os colocam, existem vários fan-films, pequenos trailers, feitos pelos fãs e são estes que iremos ver hoje.

Dirty Laudry – O mais profissional deles com certeza é este, baseado no Justiceiro o ator que interpreta Frank Castle no Curta, é o mesmo que o faz no filme de 2004 O justiceiro, com uma temática pesada, assim como vista na atual série do demolidor, vimos algo violento e sem medo de qualquer censura feita pelos cinemas para arrecadar mais dinheiro.
Batman Dead End – Jamais podemos esquecer do Batman e temos um Crossover muito bom para ser visto, Batman, Alien e Predador, gostou da mistura, pois com ela que vemos uma luta muito empolgante, este curta deu um trabalho danado e podemos, assim podemos o ver nos bastidores.
Wolverine – Muito bem feito, este curta mostra Logan trabalhando assim em um dia normal cortando madeira, quando uns assassinos tentam, mas apenas tentam o matar, porem, da pra se imaginar o que acontece não?
Marvel Knights:  Spider man – Uma versão um pouco mais sombria do Homem Aranha, o curta pode até não ser muito bem feito no quesito vilões, os efeitos não são muito bons, mas a premissa é a que vale, visto que são feito por aspirantes ainda, e já que estão precisando de Peter cada vez mais novos, aqui esta um, mais novo que os filmes do aranha.
Static Shock Blackout – Feito com ajuda do Kickstarter o curta mostra o um dia normal do Super Choque, muito conhecido aqui pelo seu desenho animado, então vale a pena conferir só pela nostalgia, os efeitos especiais lembrando, não são um dos melhores, porem a montagem é bem feita o que torna o curta um belo fan-film.



segunda-feira, 11 de maio de 2015

TAG: FILMES DE HERÓIS


Baseado em uma HQ
300
300
Poucos sabem que o filme 300 é baseado em uma Graphic Novel, talvez por isso tenha feito tanto sucesso, já que não ficou aquela propaganda inútil “Baseado nas historias em quadrinhos”.
Mais espero
  Sandman
O filme esta em pré-produção, mas será algo completamente diferente dos heróis padrão, e esta sendo especulado Tom Hilddleston como protagonista!
"Você me completa"
Cena marcante

 Esta frase resume a existência do Coringa inclusive a do Batman, isso é incrível, sem contar a performance de Heath Ledger  fazendo que ele fosse o primeiro ator a ganhar Oscar por um personagem baseado em quadrinho, o único por enquanto.

Menos Espero

 Homem Formiga

A propaganda do filme tem sido muito criativa, mas a proposta e o personagem é algo que não em agrada muito, talvez estar com baixa expectativa faça com que eu aproveite mais o filme por si mesmo.

Um filme bom de Herói

Homem de Ferro

Um personagem desconhecido que se tornou, um dos maiores heróis da Marvel em pouquíssimo tempo, a atuação do Robert como Tony Stark, extremamente cativante e convencedora.

Um filme merda de herói

Thor

Personagem com uma grande cultura por trás, porem pouco explorada, mesmo custando mais que o homem de ferro, parece ser um filme baixo orçamento, Thor existe no universo Marvel, mais como uma ponte para outras dimensões do que propriamente um personagem relevante.
Uma animação

The Dark Knight Returns Parte 1 e Parte 2

Diferente de outras animações DKR é brutal! Mostra uma Gotham  consumida pelo caos e o velho Bruce tendo que voltar a ativa, mostrando um Batman com algumas dificuldades por causa da idade. MUITO BOM!
Nunca deveria ser feito

Demolidor

Um personagem sombrio tratado como um animador de festa, aquela cena da gangorra, nossa... sem comentários.

Precisa muito ser feito

Justiceiro Dirty Laudry

Os filmes do justiceiro não são la grandes coisa, mas o curta metragem feito com Thomas Jane ficou incrível, deveria se tornar um longa!


sexta-feira, 8 de maio de 2015

Universo Cyberpunk - High tech, Low life



Na ficção cientifica há vários subgêneros que tratam sobre diversas visões da sociedade, pode consistir numa cuidadosa e bem informada extrapolação sobre fatos e princípios científicos. Em meados dos anos 80 a ficção cientifica criou um subgênero mais underground que seria um dos movimentos mais bem-sucedidos e repleto de fãs espalhados pelo mundo: o movimento cyberpunk.



 O nome “Cyberpunk” vem da combinação da tecnologia cibernética e o estilo punk. Mescla ciência avançada, como as tecnologias de informação e a cibernética junto com algum grau de desintegração ou mudança radical na ordem social. O mundo Cyberpunk é um mundo cheio de maravilhas tecnológicas, onde o homem supera a evolução natural através de manipulações genéticas e implantes cibernéticos.



 No entanto, também é um mundo com um alto índice de violência e desigualdade social, mesmo com uma cidade evoluída e com boas condições de vida, há os subúrbios onde muitas pessoas passam por diversas dificuldades para sobreviver. Nesse cenário os criminosos são os heróis, já que na maioria das vezes eles são os únicos capazes de romper o pesado domínio das grandes corporações sobre o homem comum.
 As histórias cyberpunk são vistas como representações ficcionais do presente a partir de uma extrapolação e especulação das tecnologias de comunicação, como por exemplo, a internet.



Na literatura cyberpunk, muito da ação se ambienta virtualmente, no ciberespaço - a fronteira evidente entre o real e o virtual fica embaçada. É retrato sobre esse assunto no filme Matrix, que conta a história do hacker Neo que até o ano de 1999 levava uma vida em que ele próprio acreditava ser real, comum. Até que Neo consegue contato com Morpheus, que o introduz ao verdadeiro “mundo real”. E nessa nova realidade, Neo descobre que está a duzentos anos à frente do período que acreditava estar e que as máquinas dotadas de grande capacidade e inteligência artificial elevadíssima haviam acabado por tomar conta do mundo, ou o que sobrou dele.




 Nesse gênero há também uma grande luta contra as máquinas que a cada nova história se apresentam mais inteligentes ameaçando tomar o espaço do homem, fato que ocorre no game Snatcher, onde bioroids surgiram assassinando pessoas comuns e tomando suas formas, se infiltrando gradualmente na sociedade.




Em Blade Runner, no início do século XXI, uma grande corporação desenvolve um robô que é mais forte e ágil que o ser humano comparando em inteligência. São conhecidos como replicantes e utilizados como escravos na colonização e exploração de outros planetas. Mas, quando um grupo dos robôs mais evoluídos provoca um motim, em uma colônia fora da Terra, este incidente faz os replicantes serem considerados ilegais na Terra, sob pena de morte. A partir de então, policiais de um esquadrão de elite, conhecidos como Blade Runner, têm ordem de atirar para matar em replicantes encontrados na Terra, mas tal ato não é chamado de execução e sim de remoção.

·         Blade Runner é um filme adaptado de uma novela chamada Do Androids Dream of Eletric Sheep? de Phillip K. Dick que foi escrito em 1968.



E é claro não podemos deixar de falar sobre os RPGs de mesa Cyberpunks que sem dúvida foram os que acarretaram esse gênero tão aclamado.
Cyberpunk 2020 é um jogo de interpretação de personagens escrito por Mike Pondsmith, que possui seu próprio sistema de regras, o Interlock System. Nele o jogador escolhe por uma profissão (classe) para o seu personagem, sendo que cada profissão apresenta uma perícia especial. O personagem pode se tornar um ciborgue. Mas isto tem um impacto psicológico (nos termos do jogo, ocorre perda de humanidade), podendo chegar aos casos extremos da cyberpiscose.

  ·         Mídias recomendadas:

·         Filmes: Matrix, Blade Runner
·         Jogos: Deus Ex, Snatcher, Anachronox
·         Mangás: Akira, Ghost in the sell
·         Livro: Neuromancer



Os cenários são sempre urbanos, escuros, sujos, degradados num futuro próximo e familiar. Os personagens de Cyberpunk são os heróis de uma situação ruim, esforçando-se para torna-la melhor ou que pelo menos de para sobreviver sempre que possível.

Para quem gosta do gênero e gostaria de saber mais:

“Sempre leve as coisas até as últimas consequências. É o estilo cyberpunk” Johnny Silverhand

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Vingadores A Era De Ultron - Avaliação


Acabei de voltar do cinema e to até tonta. Simplesmente não sei por onde começar. Sei que pode parecer loucura, mas sim são meia- noite e eu aqui escrevendo. ( Isso sexta dia 1/5)
Eu fui bastante empolgada com o filme e posso dizer que não me arrependi nenhum minuto de ter ido ver, pesar de eu realmente ter achado o primeiro melhor.


O filme existem umas brechas que abrem o leque desse universo Marvel no cinema, como finalmente foi falado sobre as jóias do infinito. Foi uma coisa breve o que me irritou bastante já que ela ta tão presente nesse universo que eles estão criando. Do nada o Thor vai pra um lago tem uma visão e descobre tudo aquilo que vinha sendo mostrado em não sei quantos filmes. Ai a pessoa chega a bela conclusão que aquilo pode ser uma ameaça.


O mais incrível é o Clint com a sua família que ninguém sabia que existia além da Natasha. Bom, isso foi uma ponta pra fazer que o Gavião Arqueiro saísse dos vingadores de um jeito especial. Nesse filme você vê mais o Gavião Arqueiro na ativa, e tira meio que ele de escanteio como todos os filmes fizeram até agora.


Você vê muito a presença do Tony no filme até porque ele que é o manda chuva e que "criou" o Ultron, vilão do filme. E sim, você já vê um pouco da rivalidade entre o Capitão e do Homem de Ferro, pesar de ser bem leve.


O Ultron é o tipo de vilão sádico e louco, mas de um jeito legal e que te conquista como o coringa do Heath Ledger. o Problema é que eu não vi o desenvolvimento desse personagem.


O Visão é simplesmente perfeito. É incrível como eles construíram ele, o modo que foi desenvolvido, e agora é esperar o que o futuro aguarda pra ele.

Isso foi literalmente de matar. Tudo bem que vingadores é um filme família, tem coisa que tem que ser censurada, pesar de que eu achar que n tem nada de mais. Agora o fato é, tem uma cena onde pessoa perde o braço pelo Ultron, ai simplesmente começa a porradaria, e o cara mesmo sem o braço sai numa boa fugindo, sendo que não sai sangue.



Melhor luta ever foi entre a Hulk Buster e o Hulk. Eles acabaram com a cidade da áfrica do sul. Com a mente perturbada pela feiticeira escarlate o Bruce ficou louco e começou a destruir o que ele via pela frente. O Tony já tinha sua arma secreta pra controlar o Hulk caso ele ficasse fora de controle, que é uma versão da sua própria armadura do tamanho do Hulk, na verdade até maior, mas ele levou uma bela surra.


Agora a ligação da Natasha com o Hulk deu o que falar, deu muita ação e momentos fofos. Sim eles se beijaram e foi legal, pesar de no inicio eu ter achado bem estranho esse casal.

O Hulk simplesmente pega uma nave e desaparece. Isso me deixou com uma pulga atrás da orelha onde aposto que ta vindo coisa boa por ai. Contudo não dá pra decifrar se realmente o Hulk vai para o espaço ou não, mas pelo que eu entendi ele fica na Terra mesmo. Pesar de todo mundo quer um planeta Hulk.



Sim, há uma morte que é a do mercúrio. Eu não gostei tanto da Wanda e nem do Pietro porque achei que eles foram mal explorados e bem no inicio simplesmente eles estão ali dominando tudo e você fica um pouco perdido. Depois que é um pouco explicado e dá pra contornar. O Pietro morre no filme salvando a vida do Clint Barton, o que é lindo pesar de eu ter achado o personagem fraco. Dessa vez ele foram mostrados como Inumanos e não como mutante e muito menos filhos do Magneto como nos quadrinhos.
Pra falar a verdade achei eles bem inúteis nesse filme. Se era pra fazer o que fizeram, não deveria ter botado eles lá.

A cena final é linda do Ultron sendo morto pelo Visão. Sim, podem me julgar, mas essa foi a melhor cena pesar de bem boba.

O Filme também abre a parte onde se poder ver uma nova formação dos novos vingadores, composta por Capitão América, Viúva Negra, Feiticeira Escarlate, Homem de Ferro, Visão, Falcão e Máquina de Combate. Eu acredito que isso deva se estabelecer melhor daqui pra frente.


É um filme que infelizmente ficou saturado. É muita coisa pra pouco tempo. Informação de mais, o que faz com que coisa que precisavam ser desenvolvidas não foram. Teve ponta de mais que era desnecessário. A marvel tem bilhões de filmes pra explicar pra que saturar os vingadores com coisa que pode ser mostrado e explicado em um Guardiões da Galaxia ou Pantera, ou Doutor Estranho, mais um bilhão de filmes que estão pra serem lançados.

Enfim você já sente aquele terreno todo preparado para a terceira fase Marvel, já que a segunda terminou com os vingadores 2. O futuro da marvel está lançado. Quero saber o que vocês acharam e não deixem de comentar.

segunda-feira, 4 de maio de 2015

CORINGA


Falar de vilões nerds e não citar o Coringa como um dos principais seria realmente uma piada, então hoje falaremos dele, CLARO, porem na visão de três obras especificas, já que daria uma bíblia falar do coringa como um todo (HAHAHAHA).

Por onde começar? Acho melhor pelo final, já que se trata de um personagem anárquico (HAHAHAHA).
Baseando-se nestas obras, todas incríveis, diga-se de passagem, vamos aqui supor uma linha do tempo onde todas elas estejam interligadas, o que NÃO É VERDADE, mas esse é um exercício de IMAGINAÇÃO, dado este aviso relaxa que não terá Spoiler.
A animação como um todo traz uma Gotham tomada pelo caos depois de 10 anos da ultima aparição do Batman, as ruas estão tomadas pela gangue dos Mutantes e nosso Coringa esta preso em um manicômio sendo tratado por um psiquiatra que acha que o Batman é o grande culpado pelos transtornos de seu paciente palhacinho.
Ainda com um bloqueio mental o Coringa só volta a si, quando o Batman volta a ativa, o que acarreta vários problemas políticos, pois em 10 anos ele foi completamente esquecido e se tornado uma lenda oculta de Gotham, um passado que muitos renegavam, esse é  o foco principal da Part 1, já a segunda parte é a verdadeira porradaria. O espirito anárquico do Coringa o toma novamente e assim ele vai a uma batalha épica com o velho Batman.
Falando em Anarquia, poderia ser facilmente o nome da HQ de Brian Azarrelo, mas optaram por Coringa (Joker) que conta um episódio da vida do personagem como um dia especial, em que ele sai pela porta da frente do Asilo Arkham, o motivo não é explicito, porem a forma que a historia é contada pela visão de Jhonny Frost um bandidinho pé de chinelo que quer ser alguém no crime de Gotham e para isso ele trata Coringa como seu mentor.


Assim como na animação Coringa ficou um tempo desativado e quando volta, volta com classe, Gotham foi tomada por varias facções de bandidos que tomaram territórios que antes eram do dele, uma bela oportunidade de mostrar outros vilões famosos das historias do Batman, como Duas caras, Pinguim, Crocodilo, entre outros.
Frost se torna um aprendiz, mas Coringa trabalha sozinho, assim como no clássico Batman dirigido por Tim Burton, porem este clássico remete a origem do personagem que pela primeira vez tem um nome, Jack Napier.
Incrivelmente interpretado pelo saudoso Jack Nicholson que faz um psicopata como ninguém, o Coringa do filme é excêntrico e anárquico, assim como nas outras obras, outra semelhança é questão “Quem criou quem?” Batman criou o Coringa, ou Coringa criou o Batman, as três obras tocam neste assunto e se a versão do filme fosse à base para historia do Batman faria muito mais sentido, pra quem lembra, sabe do que eu estou falando.
"HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA" Não esquecemos dele
Então é isso, um básico exercício de imaginação, uma linha do tempo pegando diferentes episódios do Coringa, até a próxima! 

quarta-feira, 29 de abril de 2015

The Sims 4 + Minha volta


Ei nerds lindos! Ficaram muito com a bunda na cadeira jogando algum jogo foda? Então eu fiquei bastante tempo fora e to de volta. Eu to desde janeiro sem o meu notebook o que é uma merda  e por isso eu dei essa sumida.
MAS indo pro assunto principal, em 2 de setembro de 2014 a EA lançou o esperado The Sims 4, a quarta versão da franquia The Sims. Esse jogo por mais que seja bobo, tem uma legião de fãs gigante pelo mundo todo e é o maior sucesso.

Quando a EA oficializou o The Sims 4, todo mundo teve um surto principalmente quando disse que não iria ser uma melhoramento do anterior, e sim, uma plataforma nova, com tudo novo e começando do zero. O que eu percebi é que se parece muito com um só que muito mais melhorado principalmente pelo designer catonizado que por sinal foi bem criticado, mas no final todo mundo aceitou numa boa.
Para um jogo base até que ele vem bem equipado. Em comparação as versões anteriores, esse jogo vem com um monte de interação legal, como por exemplo, construir um foguete. Coisa que no 3 só teríamos se viesse em expansão.


Vou ser franca que mesmo com gráficos melhores e novas interações ainda tem coisa do 3 que eu sinto muita falta, como por exemplo: o mapa. A interação era maior e mais fácil. Você tinha a opção de ir ao supermercado e por mais que você não visse o que acontecia por dentro você podia ir lá com o seu carro. Você tinha a experiencia de se mover de verdade dentro da cidade.




Essa é muito boa: Chegando ao nível 10 de qualquer habilidade ou de profissão, completando missões de festa, encontros entre outras coisa, você desbloqueia itens exclusivos, até um comodo completo incrível.


Criar um sim realmente ficou bem mais divertido. Acredito que quando for lançando mais expansões vai ficar ainda melhor. Você agora possui uma liberdade criativa muito maior porque os sensores te dão essa liberdade de mexer em quase todo o seu sim.

Uma coisa legal que eu achei foi que se você fizer seu sim gordinho e durante o jogo você coloca-lo pra malhar ele emagrece gradativamente e depois ele fica com a barriga sarada. A mesma coisa é se você fizer seu sim magro, contudo deixa-lo sedentário ele engorda.


Construir uma casa é bem mais fácil, pesar de ter algumas coisas que não ficaram 100%, mas ta de boa e você tira de letra sem nenhum problema.


Pior quando lançou finalmente o jogo e não tinha piscina. Isso deu um bafafa, mas foi concertado, pois logo arrumaram isso com uma atualização.


As emoções valem muito e isso define o seu desempenho dentro do jogo. Se você ir com seu estado emocional certo para o trabalho você pode subir mais rápido na sua carreira.




As clássicas Famílias estão de volta dando enfase na família caixão que tem um gostinho especial já que nos outros jogos da franquia teve suas reviravoltas. No the sims 4 a Família caixão é feliz e harmoniosa sem muitos problemas, com uma boa casa, bom emprego..... Como também a família Quero-Tudo-Que-É-Seu

E ta chegando um boato que na próxima atualização do jogo pode surgir os bebês. Isso é uma coisa boa porque eu acostumei muito no 3 ter essa pequena pausa entre o recém nascido e a criança. Acho que vai fazer a diferença.


Agora você me diz o que achou dessa nova geração Sim. Deixe nos comentários e até a próxima.
Postagens mais antigas Página inicial