segunda-feira, 4 de maio de 2015

CORINGA


Falar de vilões nerds e não citar o Coringa como um dos principais seria realmente uma piada, então hoje falaremos dele, CLARO, porem na visão de três obras especificas, já que daria uma bíblia falar do coringa como um todo (HAHAHAHA).

Por onde começar? Acho melhor pelo final, já que se trata de um personagem anárquico (HAHAHAHA).
Baseando-se nestas obras, todas incríveis, diga-se de passagem, vamos aqui supor uma linha do tempo onde todas elas estejam interligadas, o que NÃO É VERDADE, mas esse é um exercício de IMAGINAÇÃO, dado este aviso relaxa que não terá Spoiler.
A animação como um todo traz uma Gotham tomada pelo caos depois de 10 anos da ultima aparição do Batman, as ruas estão tomadas pela gangue dos Mutantes e nosso Coringa esta preso em um manicômio sendo tratado por um psiquiatra que acha que o Batman é o grande culpado pelos transtornos de seu paciente palhacinho.
Ainda com um bloqueio mental o Coringa só volta a si, quando o Batman volta a ativa, o que acarreta vários problemas políticos, pois em 10 anos ele foi completamente esquecido e se tornado uma lenda oculta de Gotham, um passado que muitos renegavam, esse é  o foco principal da Part 1, já a segunda parte é a verdadeira porradaria. O espirito anárquico do Coringa o toma novamente e assim ele vai a uma batalha épica com o velho Batman.
Falando em Anarquia, poderia ser facilmente o nome da HQ de Brian Azarrelo, mas optaram por Coringa (Joker) que conta um episódio da vida do personagem como um dia especial, em que ele sai pela porta da frente do Asilo Arkham, o motivo não é explicito, porem a forma que a historia é contada pela visão de Jhonny Frost um bandidinho pé de chinelo que quer ser alguém no crime de Gotham e para isso ele trata Coringa como seu mentor.


Assim como na animação Coringa ficou um tempo desativado e quando volta, volta com classe, Gotham foi tomada por varias facções de bandidos que tomaram territórios que antes eram do dele, uma bela oportunidade de mostrar outros vilões famosos das historias do Batman, como Duas caras, Pinguim, Crocodilo, entre outros.
Frost se torna um aprendiz, mas Coringa trabalha sozinho, assim como no clássico Batman dirigido por Tim Burton, porem este clássico remete a origem do personagem que pela primeira vez tem um nome, Jack Napier.
Incrivelmente interpretado pelo saudoso Jack Nicholson que faz um psicopata como ninguém, o Coringa do filme é excêntrico e anárquico, assim como nas outras obras, outra semelhança é questão “Quem criou quem?” Batman criou o Coringa, ou Coringa criou o Batman, as três obras tocam neste assunto e se a versão do filme fosse à base para historia do Batman faria muito mais sentido, pra quem lembra, sabe do que eu estou falando.
"HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA" Não esquecemos dele
Então é isso, um básico exercício de imaginação, uma linha do tempo pegando diferentes episódios do Coringa, até a próxima! 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Comentário(s)
0 Comentário(s)

0 comentários:

Postar um comentário