sexta-feira, 8 de maio de 2015

Universo Cyberpunk - High tech, Low life



Na ficção cientifica há vários subgêneros que tratam sobre diversas visões da sociedade, pode consistir numa cuidadosa e bem informada extrapolação sobre fatos e princípios científicos. Em meados dos anos 80 a ficção cientifica criou um subgênero mais underground que seria um dos movimentos mais bem-sucedidos e repleto de fãs espalhados pelo mundo: o movimento cyberpunk.



 O nome “Cyberpunk” vem da combinação da tecnologia cibernética e o estilo punk. Mescla ciência avançada, como as tecnologias de informação e a cibernética junto com algum grau de desintegração ou mudança radical na ordem social. O mundo Cyberpunk é um mundo cheio de maravilhas tecnológicas, onde o homem supera a evolução natural através de manipulações genéticas e implantes cibernéticos.



 No entanto, também é um mundo com um alto índice de violência e desigualdade social, mesmo com uma cidade evoluída e com boas condições de vida, há os subúrbios onde muitas pessoas passam por diversas dificuldades para sobreviver. Nesse cenário os criminosos são os heróis, já que na maioria das vezes eles são os únicos capazes de romper o pesado domínio das grandes corporações sobre o homem comum.
 As histórias cyberpunk são vistas como representações ficcionais do presente a partir de uma extrapolação e especulação das tecnologias de comunicação, como por exemplo, a internet.



Na literatura cyberpunk, muito da ação se ambienta virtualmente, no ciberespaço - a fronteira evidente entre o real e o virtual fica embaçada. É retrato sobre esse assunto no filme Matrix, que conta a história do hacker Neo que até o ano de 1999 levava uma vida em que ele próprio acreditava ser real, comum. Até que Neo consegue contato com Morpheus, que o introduz ao verdadeiro “mundo real”. E nessa nova realidade, Neo descobre que está a duzentos anos à frente do período que acreditava estar e que as máquinas dotadas de grande capacidade e inteligência artificial elevadíssima haviam acabado por tomar conta do mundo, ou o que sobrou dele.




 Nesse gênero há também uma grande luta contra as máquinas que a cada nova história se apresentam mais inteligentes ameaçando tomar o espaço do homem, fato que ocorre no game Snatcher, onde bioroids surgiram assassinando pessoas comuns e tomando suas formas, se infiltrando gradualmente na sociedade.




Em Blade Runner, no início do século XXI, uma grande corporação desenvolve um robô que é mais forte e ágil que o ser humano comparando em inteligência. São conhecidos como replicantes e utilizados como escravos na colonização e exploração de outros planetas. Mas, quando um grupo dos robôs mais evoluídos provoca um motim, em uma colônia fora da Terra, este incidente faz os replicantes serem considerados ilegais na Terra, sob pena de morte. A partir de então, policiais de um esquadrão de elite, conhecidos como Blade Runner, têm ordem de atirar para matar em replicantes encontrados na Terra, mas tal ato não é chamado de execução e sim de remoção.

·         Blade Runner é um filme adaptado de uma novela chamada Do Androids Dream of Eletric Sheep? de Phillip K. Dick que foi escrito em 1968.



E é claro não podemos deixar de falar sobre os RPGs de mesa Cyberpunks que sem dúvida foram os que acarretaram esse gênero tão aclamado.
Cyberpunk 2020 é um jogo de interpretação de personagens escrito por Mike Pondsmith, que possui seu próprio sistema de regras, o Interlock System. Nele o jogador escolhe por uma profissão (classe) para o seu personagem, sendo que cada profissão apresenta uma perícia especial. O personagem pode se tornar um ciborgue. Mas isto tem um impacto psicológico (nos termos do jogo, ocorre perda de humanidade), podendo chegar aos casos extremos da cyberpiscose.

  ·         Mídias recomendadas:

·         Filmes: Matrix, Blade Runner
·         Jogos: Deus Ex, Snatcher, Anachronox
·         Mangás: Akira, Ghost in the sell
·         Livro: Neuromancer



Os cenários são sempre urbanos, escuros, sujos, degradados num futuro próximo e familiar. Os personagens de Cyberpunk são os heróis de uma situação ruim, esforçando-se para torna-la melhor ou que pelo menos de para sobreviver sempre que possível.

Para quem gosta do gênero e gostaria de saber mais:

“Sempre leve as coisas até as últimas consequências. É o estilo cyberpunk” Johnny Silverhand

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Comentário(s)
1 Comentário(s)

Um comentário: